7 dicas para aproveitar melhor o seu tempo

Vamos lá, o seu tempo é seu. Ponto. Quantas vezes você se dá conta de que poderia estar aproveitando melhor seu tempo? Hoje em dia estamos “no excesso”, muitas vezes assumindo tarefas que antes podiam ser delegadas.

O número de tarefas aumenta, o número de e-mails para responder aumenta. E mais, deixar tarefas inacabadas, fazer um milhão de coisas ao mesmo tempo, não conseguir se concentrar, não programar as atividades com antecedência. E a pandemia acelera e coloca ainda mais ingredientes que podem trazer tanta insatisfação. Já estamos no segundo ano e até estarmos vacinados ainda vai demorar. Então, a solução é se concentrar no que nos faz bem. E se concentrar no que tem que ser feito com um pouco de tranquilidade. Vou trazer aqui sete dicas, que talvez possam te ajudar:

Foco: o foco é poderoso, como o raio laser ou um prisma que concentra sua luz em um ponto, quando você consegue focar nas tarefas que vão te levar aonde você gostaria, tudo vai andar com mais determinação e com a sensação de estar fazendo a coisa certa. 

Mapa Mental 1: o Mapa Mental pode te ajudar na organização das suas ideias e na estruturação de seus projetos. Se você é uma pessoa “visual”, você vai aproveitar muito: imagens, ícones, desenhos simples, que com um único olhar já te remetem à ideia, sem que você tenha que pensar muito. Vamos simplificar!

Mapa Mental 2: você pode usar o Mapa Mental para fazer um inventário de tudo o que está acontecendo, abrindo categorias de cada área da sua vida, tanto da sua vida profissional quanto da sua vida pessoal. Assim você pode fazer uma avaliação, ter uma visão completa do mapa a seguir.

Ser realista: ponderar quanto tempo disponível eu realmente tenho para esta ou aquela tarefa. Uma avaliação correta pode ser bem significativa e ajudar bastante na hora de aceitar um novo projeto ou um novo cliente. 

Planejar: eu costumo dizer que já é difícil ver as coisas andarem direito com planejamento, imagina sem!!!!

E agora, os dois famosos vilões do tempo:

Interrupções: elas são irritantes. Você está trabalhando, concentrado e de repente alguém vem com uma lista de perguntas, que não dizem respeito ao que você está fazendo no momento. Pode ser um pouco antipático, mas às vezes é necessária uma plaquinha “não perturbe” ou fechar a porta, se isso for possível.

Distrações: é a nossa atenção dividida entre vários assuntos ou atividades, é olhar o celular a cada pouco, é permitir que qualquer barulhinho te desvie do que você está fazendo. Vale a pena deixar suas notificações quietinhas para poder trabalhar com atenção e foco. 

Bem, espero que estas dicas façam sentido para você e que te ajudem a ter um dia a dia mais tranquilo.